Os entusiastas de ficção científica, principalmente inteligência artificial, já podem ir ao delírio: a Boston Dynamics iniciou as vendas dos seus famosos robôs quadrúpedes que se assemelham a um cachorro. A empresa, que já pertenceu ao Google e atualmente faz parte da companhia japonesa SoftBank, está comercializando suas unidades robóticas conhecidas como Spot para qualquer um que queira desembolsar a bagatela de US$ 74,5 mil (R$ 407 mil na cotação do dia) por unidade. Os robôs já vinham sendo comercializados para clientes escolhidos a dedo, em uma espécie teste de qualidade. Nele, um total de 150 Spot foram vendidos.

Além do próprio robô, na venda estão inclusos dois conjuntos de baterias, um carregador, tablet para comandar o Spot, garantia de 12 meses, softwares e uma mala transportadora para carregar a unidade.

Como Spot vem sendo usado

Apesar de muitos acreditarem que os robôs não serão aproveitados ao máximo por clientes comuns, já que suas funções são muito avançadas, a Boston Dynamics tem uma ótima oportunidade de contradizer essas pessoas e provar que a venda para clientes particulares é uma ótima empreitada, da mesma forma que utilizar os bônus de registro disponíveis em cassinos online é uma ótima chance de você aprimorar a sua jogatina e quem sabe, ganhar uma fezinha que o permita adquirir um cachorro robótico. Até o momento, os Spot foram utilizados pelo governo de Singapura em parques para monitorar as regras de distanciamento social que foram implementadas no local.

Algumas empreiteiras da construção civil também estão utilizando os robôs para verificar, monitorar e registrar o progresso de suas obras. A desenvolvedora garante que a venda do produto só é realizada sob uma cláusula contratual, que garante o uso do equipamento somente para finalidades positivas.

Além do “cachorro”, a Boston Dynamics ainda tem outro modelo de robô que se destaca: um bípede, que se assemelha a um ser humano, sendo capaz de realizar  diversas tarefas contínuas, como carregar caixas de um lugar para outro. Além disso, ele conta com uma flexibilidade e desenvoltura impressionantes, fazendo algumas acrobacias, como piruetas e saltos invertidos.

Avanços tecnológicos 

O mundo está se modernizando de maneira surpreendentemente acelerada, e o avanço tecnológico não deixa a desejar. Quem nunca sonhou em ter aquele skate voador do filme “De Volta para o Futuro 2”? Ou um carro que fosse pilotado por uma inteligência artificial?

Todos esses conceitos estão sendo explorados e estão cada vez mais próximos da nossa realidade. Em 2015, a Lexus apresentou um protótipo de um skate bem semelhante ao do filme. O equipamento funciona de forma similar aos trens de levitação magnética, utilizando diversos ímãs espalhados pelo seu corpo para evitar qualquer fricção com o solo e aumentar sua velocidade de locomoção.

Já a Tesla, uma das maiores empresas de tecnologia do momento, é mundialmente conhecida pela produção de veículos elétricos. A empresa é uma das maiores entusiastas do piloto automático para carros, e ao longo dos anos vem investindo pesado no aprimoramento desta tecnologia. Um dos seus carros o Model 3, conta com um sofisticado sistema de câmeras e sensores que permitem sua direção automática em estradas. A partir das imagens e dados obtidos pelos sensores, a inteligência artifical do veículo calcula a sua movimentação, assim como velocidade e distância dos outros carros.

No início do ano, um Youtuber americano registrou uma viagem de 2 mil quilômetros com o Model 3, viajando entre Austin e Chicago, em um percurso de cerca de 40 horas. Por se tratar de um carro elétrico, foram necessárias diversas paradas para recarregar o veículo. No entanto, o Youtuber destacou a versatilidade do sistema de direção, e a possibilidade do motorista não precisar ficar focado somente na estrada durante uma viagem, podendo aproveitar a paisagem ao seu redor.